Prefeitura de Alvarenga adere ao Programa Criança Feliz e vai beneficiar 100 gestantes e crianças

Tempo de leitura: 2 minutos

O Programa Criança Feliz lançado pelo Ministério do Desenvolvimento Social tem a finalidade de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida. O município de Alvarenga aderiu o programa no dia 08 de fevereiro de 2017 e passará executa-lo ainda este ano. A meta do município é o atendimento a 100 (cem) gestantes e crianças.

O Programa Criança Feliz será realizado através de visitas com metodologia específica considerando o contexto familiar, as necessidades e potencialidades das famílias e possibilitando suportes e acessos para fortalecer sua função protetiva e o enfrentamento de vulnerabilidades em conformidade ao plano de acompanhamento familiar.

Em reunião hoje, 18 de outubro, no Centro de Referência da Assistência Social do município de Alvarenga o projeto foi apresentado aos secretários de governo e discutido explanando a importância e desafios de sua inserção na cidade.

“Quando cuidamos das nossas crianças, fortalecemos a esperança em um futuro melhor.” Frisou o prefeito de Alvarenga, Diocélio Fernando.

O público Prioritário do Programa Primeira Infância no SUAS a ser atendido será:

I – gestantes, crianças de até 36 (trinta e seis) meses e suas famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família;

II – crianças de até 72 (setenta e dois) meses e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada; e

III – crianças de até 72 (setenta e dois) meses afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção prevista no art. 101, caput, incisos VII e VIII, da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, e suas famílias.

Em reunião a Secretária de Assistência Social, Marly Campos, informou aos presentes que está prevista ainda a capacitação dos visitadores pelo supervisor do programa José dos Anjos Soares com intuito de qualificar a realização das visitas domiciliares, que devem estar baseadas nos princípios do Programa Primeira Infância no SUAS, na valorização das famílias e na postura ética, de respeito à dignidade, diversidade e não-discriminação.

Para a Secretária de Assistência Social, as ações serão de muita importância, uma vez que, familiares e crianças serão protagonistas desse trabalho em todas as fases do seu desenvolvimento.